terça-feira, outubro 24

CPRM participa de Simpósio sobre Patrimônio Geológico



Marina das Graças Perin, Marcelo Ambrósio Ferrassoli, Violeta de Souza Martins,
Carlos Schobbenhaus, Andreá Trevisol, Carlos Augusto Brasil Peixoto

No período de 09 a 14 de outubro, representantes do Serviço Geológico do Brasil participaram do IV Simpósio Brasileiro de Patrimônio Geológico e II Encontro Luso-Brasileiro de Patrimônio Geomorfológico e Geoconservação, promovido e realizado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), no Paraná.

O coordenador do Projeto Geoparques do Brasil, Carlos Schobbenhaus, fez uma explanação do projeto e as propostas da CPRM sobre  geoparques da CPRM no território nacional,  durante o debate “Desafios no processo de constituição de Geoparques no Brasil”,  em conjunto com Massimiliano Lombardo, representante da UNESCO/Brasil.

Na ocasião, a CPRM disponibilizou o Mapa de Geodiversidade do Paraná, bem como apresentou os produtos: “Proposta do Geoparque Alto Rio de Contas – Chapada Diamantina, Bahia” dos autores Violeta de Souza Martins; Rogério Valença Ferreira; Antônio José Dourado Rocha;Thiago Santos Gonçalves e Antônio Raimundo Leone Espinheira e o trabalho “Uso de Georoteiro no ensino de geociências, resgate do texto científico do professor Aziz Nacib Ab'saber “Notas sobre a geomorfologia do Jaraguá e vizinhanças” de autoria de Gilberto Lima e Marina das Graças Perin.

No simpósio também mereceu destaque o curso ministrado pelo britânico Murray Gray, referência mundial em estudos sobre a geodiversidade e a palestra proferida por um dos maiores responsáveis pela promoção dos temas do evento no Brasil, o pesquisador português José Brilha.
 Participaram do evento os pesquisadores em geociências Andreá Trevisol, Carlos Augusto Brasil Peixoto, Ivanara Pereira, Marina das Graças Perin, Marcelo Ambrósio Ferrassoli  e Violeta de Souza Martins.

Assessoria de Comunicação 
Serviço Geológico do Brasil - CPRM 
asscomdf@cprm.gov.br 
(61) 2108-8400

segunda-feira, outubro 23

Brasileiros são os que mais confiam nos canais de denúncia, segundo (OIT)



O Brasil foi avaliado pela Organização Transparência Internacional (OIT) como o país da América Latina e Caribe em que a população mais confia nos seus canais de denúncia. Verificou-se que 76% dos brasileiros consideram a prática de denunciar atos de corrupção válida e que 83% deles também acreditam que a sua ação individual pode fazer a diferença.
O dado positivo coincide com o momento de ampliação e valorização dos canais de Ouvidoria no Brasil, tanto por meio da criação de novos normativos voltados ao tema, como a Lei de Proteção e Defesa do Usuário de Serviços Públicos, novos espaços de interlocução institucional, como a Rede Nacional de Ouvidorias, e a disponibilização de novos sistemas para interlocução com o cidadão, como o e-Ouv Municípios.

Lançado no último dia 8 de outubro, o estudo Pessoas e Corrupção: América Latina e Caribe, executado pelo Latinobarómetro e pela Market Research Services,  a pedido da Organização Transparência Internacional, traça um panorama acerca da percepção de corrupção no continente, e coloca sob evidência altos índices de confiança nas ações individuais e nos canais de denúncia para o combate a corrupção no Brasil.

Conduzido por meio de entrevista com mais de 22 mil pessoas em 20 países, a pesquisa demonstrou que, dentre os brasileiros, 74% acreditam que é socialmente aceitável denunciar atos de corrupção (a média do continente é de 60%), e que 83% acreditam que a sua ação individual pode fazer diferença (a média no continente é que 70%).


“Por mais que a população por vezes esteja receosa em relação aos serviços públicos, percebe-se pelo resultado da pesquisa que ela acredita nas Ouvidorias como interlocutoras para manter o diálogo com o poder público”, avalia a ouvidora da CPRM Cinara Santos. A Ouvidoria da CPRM recebeu, em 2016, 326 manifestações. Destas, 191 foram solicitações relativas à informação sobre produtos, acesso a dados, questões administrativas. E 135 foram pedidos de acesso à informação pública, maior número de solicitações desde a Lei de Acesso à Informação entrar em vigor, em maio de 2012.

Assessoria de Comunicação 
Serviço Geológico do Brasil - CPRM 
asscomdf@cprm.gov.br 
(61) 2108-8400


Equipe de manutenção recebe aula de primeiros socorros

Rubem Nahmias ministra aula para a equipe de manutenção


Dentro do Curso de Educação Patrimonial, oferecido pelo Museu de Ciências da Terra, a equipe de manutenção da CPRM recebeu, no dia 17 de outubro, aula de primeiros socorros ministrada por Rubem Nahmias, Coordenador  do Centro de Saúde Ocupacional da empresa, no Rio de Janeiro.

Usando linguagem de fácil compreensão, Rubem explicou as técnicas para que os colaboradores consigam agir de forma correta em situações de emergência, não só no ambiente de trabalho como também na vida pessoal. “Eles são a massa de movimentação, são expostos ao perigo constantemente, por isso precisam ter conhecimento para poderem se ajudar mutuamente até a chegada de assistência profissional”, relatou.

Para Walmar Abreu, Chefe do Serviço de Administração e Finanças, o Curso de Educação Patrimonial está refinando o conhecimento dos empregados da manutenção, levando-os a ter uma visão mais crítica do seu trabalho, principalmente porque atuam em prédio histórico, onde as ações têm que ser alinhadas com o Instituto Rio Patrimônio da Humanidade. Quanto às instruções que a equipe recebeu de primeiros socorros, Walmar afirmou que “é importante que eles saibam que convivem com o perigo, que não podem se descuidar, que o primeiro atendimento é que vai definir a vida ou a morte.”


Luciano Coelho, Giovanni Oliveira Souza e Marcelo Alves Pereira, da equipe de manutenção, relataram que mesmo trabalhando há vários anos na construção civil nunca tiveram qualquer instrução a respeito do tema tratado, e que após as explicações aprendidas olharão de outro modo o local de trabalho, pois foram conscientizados da importância de estarem atentos até mesmo quando a situação parece simples.

Assessoria de Comunicação 
Serviço Geológico do Brasil - CPRM 
asscomdf@cprm.gov.br 
(61) 2108-8400

CPRM participa de grupo de trabalho e elabora documento sobre águas subterrâneas

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) representada pelos hidrogeólogos Andréa Franzini e Roberto Kirchheim da Gerência Hidrologia e Gestão Territorial de São Paulo participaram da elaboração do documento intitulado Ação Programada de Desenvolvimento e Proteção de Águas Subterrâneas no Estado de São Paulo, que propõe projetos e ações consideradas prioritárias, para o período de 2017-2020.

Documento está disponível no site do Instituto Geológico de São Paulo

sexta-feira, outubro 20

Museu de Ciências da Terra participa da Semana Nacional de Ciências e Tecnologia


O Museu de Ciências da Terra (MCTer) participa entre os dias 23 e 29 de outubro, da  Semana de Ciência e tecnologia. O evento deste ano acontece simultaneamente em diversas capitais, tem como tema a Matemática está em Tudo. O objetivo da Semana é aproximar a Ciência e Tecnologia da população.

Sureg-SP promove atividade especial alusiva ao Dia das Crianças

Na tarde do dia 16 de outubro, a Superintendência Regional de São Paulo do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) comemorou o Dia das Crianças de forma especial, recebendo crianças para comemorar a data na empresa. O evento foi organizado por um amplo grupo de empregados que se envolveram diretamente na sua idealização e com a ajuda das crianças, que trouxeram seus brinquedos para compartilhar com os colegas.

Auditório da Sureg-SP transformado em um grande lugar de brincadeiras e os roteiros dentro da unidade com espaços de aprendizagem